Eu ainda te amo

Revivendo as noites que passei em claro por tua causa, percebi que foram vãs.
Durante muito tempo me tiraste o sono sem que ao menos soubesses. E quando soubes, continuou a fazê-lo sem ao menos protestar a respeito.
São quase seis meses desta indecisa indecisão. Como agir daqui pra frente?
E as noites que não dormi sem ti? E as que não dormi, contigo? 
O que fazer com as músicas, as fotos, as cartas? E com aquelas que eu nunca escrevi?
O que fazer com Lascívia? Essa mesma, a garota que vagava sorrateira por cantos em quartos noturnos?
E nossos planos? Nossos sonhos? Ficaram na mesma curva da Highway onde um dia eu me perdi.
Mas não vou chorar. Hoje não. É só mais um dia que eu vivo sem ti. Mais um dia tentanto me acostumar a viver sem o teu amor, sem o meu amor. 
Será que ele ainda vive? Não sei. Acredito que sim. Que os ventos do destino mostrem a direção.
E só pra constar, eu ainda te amo!

2 comentários:

Bi disse...

Quem sabe o que é sofrer, já sabe o que é o amor...

Emy♥ disse...

;) Exatamente...