Seriam pombos ou galinhas?

A alguns dias, eu estava visitando o blog de uma amiga e li um texto a respeito de pombos e pipocas. Achei engraçado, mas não dei muita importância. A menos de um mês mudei-me de cidade e nunca tinha notado a presença de pombos. Era até estranho, afinal, qual a cidade que não tem pombos? E foi assim durante algumas semanas até que, voltando para vacaria, parei na rodoviária de São Leopoldo e aí sim, vi vários pombos em meio à sujeira da calçada. Foi até engraçado, pois lebrei do texto da minha amiga.
Tudo bem, passou. Cheguei em casa, tomei um belo banho de chuva e no dia seguinte fui passear um pouco pela cidade. Belo programa de adolescente. Tomar um sorvete, visitar algumas livrarias, comprar cd's. Até que olhei para o lado e (só faltou tocar aquela música de filmes de suspense) percebi a quantidade de pombos que estavam na praça. Quando olhei de relance não notei que eram pombos, talvez eu esteja ficando um tanto quanto míope, mas pensei que fossem galinhas. Eram enormes. Tão grandes quanto as ditas cujas galinhas. Foi um susto enorme. Imagine assim, você andando feliz na calçada e de repente, quando olha pro lado vê aquelas criaturas enormes, feias e sujas, saltitando como se estivessem dizendo "Olha só como somos felizes".
Não, eu não tenho nenhum problema com pombos, mas não podemos esquecer que apesar de "bonitinhos" (algo que discordo plenamente), as criaturinhas também transmitem doenças, entopem calhas, deixam aquelas "manchinhas brancas" no capô dos carros. Já imaginou que esses animais se reproduzem tão rapidamente e que um dia eles vão dominar o mundo? É possível que eles não dominem o mundo, mas, vamos deixar de comer pipoca em lugares públicos.
Pombo assado é melhor do que galinha?

2 comentários:

Bi disse...

aaah! você lembrou do meu texto! eu tbm leu teu blog emy, é muito legal! você escreve super bem ;)

Emy♥ disse...

Capaz Gabi! Tento, mas não consigo! Hahaha